Tribal tattoo: qual é a origem e o seu significado?

tribal tattoo

Curitiba, 23 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Você já pensou em fazer uma tribal tattoo? A verdade é que esse estilo de tatuagem está sempre em alta, haja vista que caiu no gosto popular das pessoas.

No entanto, a verdade é que a grande maioria sequer sequer sabe qual é a origem ou o seu significado. É verdade que nem todas as tatuagens devem ter um significado profundo.

Às vezes, uma pessoa só faz uma tatuagem porque quer, por achar bonito. No entanto, há aqueles que gostam apenas de marcar no corpo algo que tenha um certo valor simbólico e emocional.

Se esse for o caso, saiba que a tribal tattoo pode lhe agradar nesse conceito, haja vista que é muito rica quanto a esses fatores.

Inclusive, a tribal tattoo é considerada por muitas pessoas como sendo a primeira forma de tatuagem existente.

Então, devido a sua antiguidade, poucas são as pessoas que requerem uma tribal tattoo que conhecem de fato a sua história e significado.

No entanto, as suas linhas perfeitas e seus padrões geométricos ocultam muito mais do que uma beleza histórica. Na verdade, há muito misticismo e simbologia. Iremos falar tudo sobre a tribal tattoo a seguir!

A origem

A verdade é que é um tanto difícil afirmar com 100% de precisão quando surgiu a tribal tattoo. No entanto, é possível afirmar que se trata de uma arte milenar.

E isso acontece porque ouso de desenhos sobre a pele já é um costume que está presente em diversas civilizações da antiguidade.

No entanto, a tribal tattoo é muito presente em povos da Nova Zelândia, Tailândia e Samoa. Fora isso, os Celtas também a utilizavam bastante.

E, assim como as pinturas rupestres procuravam representar o combate e caçadas, as que ficavam sobre a pele também tinham o mesmo objetivo: representar momentos importantes.

Ademais, a descoberta de múmias com mais de 5.000 anos no Egito trouxe novas informações a respeito da origem da tatuagem como um todo.

Até então, as pessoas acreditavam que apenas as mulheres é que faziam essa prática. Mas, depois de encontrar símbolos no corpo de um um homem, que representava um touro e um carneiro, mudou-se de ideia.

Agora, no corpo da mulher, foi possível encontrar quatro tatuagens pequenas, as quais possuíam um formato de “S”. Acredita-se que esses símbolos seriam a representação de objetos que eram comuns em danças e outros rituais.

Por meio dessa descoberta, os cientistas estimam que as primeiras tatuagens datam entre 3351 e 3017 a.C.

Ou seja, isso quer dizer que as tatuagens surgiram quase mil anos antes do que se apontava antes dessas descobertas.

Qual é o significado da tribal tattoo?

A verdade é que diversas tribos, de várias partes do mundo, usavam a tribal tattoo. Por isso, o significado é bem distinto.

Isso quer dizer que o mesmo desenho pode ter significados muito distintos de uma tribo para a outra. Mas, hoje em dia, muitos atrelam o seu significado ao fato de afastar coisas ruins, como a inveja.

Já aqueles que não se apegam muito a significados e misticismos, se encantam pelos seus padrões estéticos.

Símbolos de poder, riqueza e posição social

Nas tribos antigas, as tatuagens eram vitais para que fosse possível identificar de diversas formas os povos de cada região.

Isso quer dizer que aqueles guerreiros mais prestigiados e considerados saudosos pelo seu povo, eram vistos como heróis. Por isso, eles possuíam algumas tatuagens que os diferenciavam dos demais.

Fora isso, aqueles que tinham funções mais importantes do grupo, como líderes e médicos, também tinham marcas, a fim de que fosse mais fácil de identificar.

Aqueles que eram mais abastados também tinham algumas marcas que os identificavam pelas tatuagens. Ou seja, a tribal tattoo era muito comum para identificação.

No entanto, a representação de deuses, através da tribal tattoo, também era muito comum pelos povos tribais, há milhares de anos.

As tatuagens tribais mais conhecidas

Outra coisa que você precisa saber sobre as tribal tattoo diz respeito àquelas que são mais conhecidas. Dentre todas, podemos citar as seguintes:

Maoris

A verdade é que essa é uma das mais procuradas nos estúdios. E, ao falar de tribal tattoo, a grande maioria das pessoas só consegue remeter aos Maoris.

Os Maoris são um povo nativo da Nova Zelândia, os quais são muito conhecidos por serem um povo de grandes guerreiros.

Em relação às suas tatuagens, elas visavam conferir respeito e nobreza para os seus homens. Além disso, a distinção entre os membros era feita justamente por meio de tatuagens no rosto.

Assim, definia-se quem teria mais prestígio ou melhor posição social. Isso quer dizer que, quanto mais tatuagens no rosto, maior era a sua posição em relação aos demais.

Celtas

Os Celtas são o primeiro povo civilizado do continente Europeu. No entanto, eles se dividiam em várias tribos, bem como:

  • Belgas;
  • Bretões;
  • Gauleses.

E, até os dias de hoje, eles utilizam esses mesmos nomes ou parecidos. Além das tatuagens, os celtas costumavam fazer perfurações no corpo que, hoje, conhecemos como sendo piercings.

Fora isso, esse povo era conhecido como bárbaros pelos gregos e romanos, mas acabaram sendo dominados pelo império romano. Ainda assim, a sua cultura permanece viva até os dias de hoje.

Devido a sua grande religiosidade e misticismo, o povo celta criou uma série de símbolos, com uma forte ligação aos elementos da terra e a cultura politeísta.

Além disso, os símbolos e formas geométricas são uma grande característica da tribal tattoo e, por isso, chamam bastante a atenção pela beleza e por ter um traço mais preciso.

A tatuagem tribal e os índios brasileiros

Outra coisa que você deve entender sobre tribal tattoo diz respeito aos indígenas brasileiros. Bem como na Oceania e os celtas, os povos indígenas, da América do Sul, também possuíam o hábito de marcar os seus corpos com desenhos sobre a pele.

Nesse caso, diversos eram os motivos para fazer a tatuagem tribal, bem como:

  • Passagem para a vida adulta;
  • Símbolos ligados à fertilidade;
  • Identificação de membros das tribos etc.

Mas, aqui no Brasil, devido a chegada dos colonizadores e do cristianismos, isso acabou fazendo com que se restassem poucas tribos e, por consequência, um pouco da arte das tribal tattoo se perdeu.

No entanto, hoje em dia é possível sim encontrar alguns índios, ainda que poucos, que mantêm a arte viva entre seus povos. Grande parte se encontra na Xingú, como a tribo Kayabi.

O pai da tatuagem tribal moderna

O responsável por introduzir a tribal tattoo ao contexto urbano que se conhece hoje foi o Leo Zulueta, considerado o pai da tribal tattoo moderna.

De família filipina, Leo começou a se interessar pelos desenhos tribais por conta de seus parentes, uma vez que eles já tinham tatuagens.

Por isso, durante os anos 70, começou a explorar ainda mais desse mundo, e foi quando se tatuou pela primeira vez. Assim que conheceu Ed Hardy, ele acabou lhe convencendo a se dedicar apenas a tribal tattoo, uma vez que haviam poucos que atuavam nessa área.

Mas foi apenas nos anos 80 que começou a tatuar profissionalmente, o que fez com que a tribal tattoo chegasse com a força que tem hoje.

Saiba Mais:

Gilson Rodrigues de Siqueira

Formado em enfermagem, pós graduado, diretor e proprietário da Brasil Emergências Médicas, Visão Tattoo e escritor nas horas vagas.