Tattoo Old School: Significado, História e Tendências

A tattoo old school pode não ser o primeiro estilo que lhe vem à cabeça quando você pensa ou fala sobre tatuagens, principalmente nos dias atuais, quando são diversos os estilos que podemos encontrar, cada um mais interessante do que o anterior.

 

Normalmente, quando falamos em tatuagens, nos referimos a desenhos que gostaríamos de ter sobre a pele, de tatuadores já conhecidos e com quem fizemos alguma tattoo, ou de problemas decorrentes de tatuagens malfeitas, principalmente quando determinada pessoa não soube escolher bem o estúdio ou o tatuador.

 

Não podemos nos esquecer, no entanto, que, independentemente do estilo, seja uma tattoo old school ou qualquer outro, tatuagem é assunto sério, já que o desenho fica para sempre sobre a pele e a remoção de uma tatuagem qualquer não é um processo tão simples.

 

Contudo, nosso assunto neste post é outro: não vamos falar de cuidados ou de atenção especial que precisamos ter ao fazer uma tatuagem, mas sim sobre esse estilo que marcou a difusão da tatuagem no mundo ocidental.

 

A tattoo old school é uma forma de expressão que veio muito depois das primeiras tatuagens e depois que o homem conheceu tribos indígenas que a praticavam, inclusive fazendo escareação da pele, uma forma muito radical de marcar o corpo, usada principalmente pelos povos africanos como forma de demonstrar coragem.

 

O Início da História da Tatuagem

 

VT04 tattoo old school1

 

Porém, voltando no tempo, podemos saber que as tatuagens já eram uma prática comum desde épocas mais remotas, como no Antigo Egito, entre os anos de 4.000 e 2.000 antes de Cristo. Provas arqueológicas foram encontradas em múmias que apresentavam inscrições sobre a pele, demonstrando que os egípcios tinham uma certa tradição com relação às tatuagens.

 

Em outros locais, desde tempos pré-históricos, as tatuagens eram usadas em rituais religiosos, em ilhas e locais tão distantes do Egito, como acontecida no Oceano Pacífico, em locais como as Filipinas, Nova Zelândia, Polinésia e Indonésia.

 

A tattoo old school, por seu lado, começou a ser desenvolvida nos Estados Unidos, usando pedaços pontiagudos e finos de ossos e com um tipo de martelo para aplicar sobre a pele.

 

Nessa época eram poucas as opções de tintas, uma vez que as tatuagens geralmente eram feitas nos navios, que tinham pouca ou nenhuma condição de fazer o procedimento.

 

Os primeiros que tiveram coragem de marcar o corpo dessa forma foram os marinheiros, os fuzileiros navais e os piratas, pessoas que, em razão das tatuagens, eram consideradas marginais, fazendo com que as tatuagens fossem mal vistas pela própria sociedade de então.

 

A arte e o estilo tattoo old school foi se aprimorando principalmente nas décadas de 1920 a 1940, popularizando as tatuagens que, nessa fase, eram de desenhos patriotas, contando histórias de quem vivia a maior parte do tempo longe da família, singrando mares.

 

O estilo old school era praticado com desenhos de maior tamanho, mantendo traços grossos e contornos em cor preta, usando cores básicas, como, por exemplo, o verde, azul, vermelho e amarelo. Os desenhos eram de tamanho maior, com linhas mais grossas, para que as tatuagens ficassem mais nítidas e tivessem maior durabilidade.

 

Depois da invenção do aparelho elétrico de tatuagens, criado por Samuel O’Relly, as tatuagens começaram a ser mais fáceis de produzir, facilitando também a produção de novos desenhos.

 

Porém, nessa época, as palmilhas ainda não existiam e, dessa forma, o desenho era esfregado na pele depois de ser transferido de um acetato para o papel. Muitas vezes, o tatuador, ao fazer a cobertura da tatuagem, passava a mão sobre o desenho e os resultados nem sempre eram tão bonitos.

 

A tattoo old school apresenta algumas características próprias, nessa época, como a falta de tecnologia, pouca habilidade dos tatuadores e grande patriotismo nos desenhos escolhidos.

 

De uma forma geral, os desenhos eram feitos para retratar a vida dos seus possuidores, lembrando coisas que existiam no mar e nos portos, como, por exemplo, estrelas náuticas, sereias, andorinhas e corações, peixes e águias, âncoras e facas, rosas e ondas marítimas.

 

O estilo tattoo old school acabou se tornando a velha guarda da arte das tatuagens nos países ocidentais. Os desenhos eram mais simples, com poucas cores e sem nenhum sombreamento, já que essa técnica se desenvolveu décadas depois.

 

Muitos dos portadores de tatuagens faziam várias delas pelo corpo, cada uma com significado diferente, complementando o que haviam realmente vivido em suas viagens marítimas.

 

Os Primeiros Tatuadores do Estilo Tattoo Old School

 

Nos primeiros tempos da tattoo old school não havia tatuadores profissionais. Os primeiros foram curiosos, que atendiam os mais diversos tipos de pessoas, principalmente marinheiros.

 

As primeiras mulheres que foram tatuadas nesse período eram consideradas prostitutas e muitas delas acabaram se transformando em atrações circenses, sobrevivendo expondo suas peles desenhadas para espectadores.

 

Foi somente depois de alguns anos depois do seu surgimento que a tattoo old school conseguiu maior popularidade, principalmente com as criações do homem que é considerado um dos mestres do estilo, Sailor Jerry.

 

Jerry criou um novo tipo de desenho para o estilo old school, desenvolvendo novos desenhos e usando novas cores, porém ainda mantendo as formas simples e colorida. A popularidade das tatuagens começou por volta da década de 1920, faze em que a maior parte dos tatuadores de então foi trabalhar próximo às bases navais norte-americanas.

 

As tattoo old school, no entanto, ainda eram símbolo de personalidade e bravura e ainda contavam histórias das viagens dos tatuados. Como esses personagens foram os primeiros a usar tatuagens, os desenhos sempre eram voltados para o mar e para as viagens, além, evidentemente, das mulheres que encontravam pelos portos.

 

Jerry se tornou bastante conhecido pelo seu codinome. Seu nome real era Norman Collins e sua fama foi em consequência de ter sido o primeiro a criar um estúdio profissional de tatuagem no Havaí.

 

Seu aprendizado sobre tatuagens começou na adolescência, fase em que viveu como nômade, viajando através dos Estados Unidos em trens de carga. Quando tinha 19 anos, alistou-se na Marinha dos Estados Unidos, descobrindo, dessa forma, sua segunda grande paixão, o mar.

 

Muitos de seus desenhos retratam esse amor, como, por exemplo, armas, mulheres e garrafas de bebida, sendo bastante admirados ainda hoje.

 

Vamos lembrar, mais uma vez, que, nessa época, as tatuagens eram coisas de marginais, não sendo apropriadas para “pessoas de bem”, que viviam sossegadas em sociedade e em grandes cidades da época. Portanto, podemos imaginar que a instalação de um estúdio de tatuagem fez com que Sailor Jerry também fosse considerado um marginal. Mesmo porque, abriu o estúdio com seu codinome, “marinheiro Jerry”.

 

A escolha do Havaí para o primeiro estúdio de tattoo old school não foi por acaso. Nessa época, 1920, as ilhas havaianas eram o paraíso para os marinheiros, local em que eles faziam uma pausa em suas longas viagens buscando diversão.

 

Os marinheiros buscavam mulheres e bebidas e, quando ficavam mais afoitos, buscavam fazer tatuagens. Como o tempo em que os marinheiros ficavam nas ilhas era bastante curto, as tattoo old school também refletiam essa condição, sendo feitas de desenhos pequenos, fáceis de serem aplicados.

 

Foi nessa época que também começou a cultura conhecida como flash tattoos, uma tendência que chegou aos dias atuais.

 

Sailor Jerry, durante sua vida, manteve contato com a arte japonesa, encontrando a inspiração para a criação de seus desenhos, embora também fizesse tatuagens inspiradas na vida marítima. Com sua experiência, trouxe grandes contribuições para a tatuagem atual, inclusive pela inserção de novas cores, antes não usadas em tatuagens, como, por exemplo, o marrom, o laranja e o vermelho.

 

É interessante notar que o tatuador também desenvolveu novas técnicas, chegando, inclusive, a usar agulhas descartáveis em uma época em que ninguém se importava com isso. Além disso, também transferia seu humor ácido para os desenhos, já que acreditava que a cultura das tatuagens era um meio de confrontar os costumes conservadores da sociedade de então.

 

Outros tatuadores também se tornaram famosos através dos tempos, mas Sailor Jerry, certamente, está entre os que mais marcaram, principalmente através do estilo tattoo old school.

 

Tattoo Old School, Uma Tatuagem Para Homens

 

VT04 tattoo old school2

 

Essa afirmativa é o que se acreditava na época, mas não foi exatamente assim. As mulheres se interessavam logo pelas tatuagens, demonstrando a sua rebeldia pelos costumes. Porém, essas mulheres, vamos lembrar novamente, eram prostitutas e, por isso, não eram consideradas como mulheres sérias e sua vida se limitava à prostituição e, quando mais velhas, tornando-se atrações em circos.

 

O papel das mulheres na história da tatuagem foi importante para sua divulgação. Para a cultura japonesa, fazer tatuagens no próprio corpo tinha um significado especial, muito próprio, que não precisava ser mostrado às pessoas.

 

As mulheres da época de Sailor Jerry fizeram exatamente o contrário: faziam tatuagens para se mostrar, para protestar contra a sociedade conservadora e, em consequência, fizeram algo ainda melhor, divulgando as tatuagens.

 

Vamos convir, no entanto que, mesmo nos dias atuais, muitas pessoas se chocam com as tatuagens. Algumas empresas, inclusive, não aceitavam, até poucos anos, pessoas tatuadas, situação que vem aos poucos mudando.

 

 

Conheça Mais o Nosso Trabalho –> Aqui no Visão Tattoo

Tattoo Old School e a Vontade de Contar a História da Vida

 

Os traços espessos e as cores firmes e vibrantes da tattoo old school ainda hoje são bastante procurados em estúdios no mundo todo. É um estilo que não caiu de moda e mostra a tendência de continuidade.

 

Isso acontece em razão de as tattoo old school não serem somente um estilo, mas de guardar um significado em cada desenho. Alguns artistas, inclusive, desenvolveram projetos para mostrar a importância do estilo na história da tatuagem, considerando-o como arte de marinheiros.

 

Os desenhos da tattoo old school sempre indicam conquistas ou proezas realizadas. Assim, por exemplo, um marinheiro mandava fazer uma tatuagem de andorinha sempre que completava 5 mil milhas náuticas. Se ele tivesse um desenho de uma dançarina de hula, estava informando que, em suas viagens, passou pelo Havaí.

 

Hoje, com tantos estilos diferentes de tatuagens, a tattoo old school pode ser vista tanto no corpo de homens quanto de mulheres. Os desenhos ainda são fortes, com traços espessos e com cores uniformes, usando ainda as cores básicas daquela época.

 

Em uma volta ao estilo antigo, o old school caiu novamente no gosto das pessoas e diversos tatuadores passaram a se especializar nesse estilo, criando novas interpretações, ao mesmo tempo em que misturam traços antigos com outros mais modernos.

 

As tatuagens que vemos hoje, muito embora apresentem novos pigmentos e sejam feitas com técnicas mais desenvolvidas, ainda retratam símbolos comuns do tradicional tattoo old school, seguindo ainda os passos de tatuadores famosos, como Herbert Hoffmann, Bert Grimm, Bob Shaw e Amund Dietzel, além de Sailor Jerry.

 

Tattoo Old School, Estilo Preferido da Moda Pin-Up

 

VT04 tattoo old school3

 

A tattoo old school é, nos dias atuais, o estilo preferido de quem curte a moda pin-up, ou seja, a moda no estilo retrô. Como é marcada por desenhos menores, com traços marcantes e cores mais chamativas, é o tipo de tatuagem que agrada principalmente as mulheres que adoram se vestir como em décadas passadas.

 

O interessante do estilo old school é que as tatuagens ainda refletem os desenhos antigos, relembrando os costumes e crendices dos antigos marinheiros. Claro que, atualmente, os desenhos escolhidos refletem mais a personalidade da pessoa tatuada, e não como antigamente, quando as mulheres as faziam para expor seus próprios corpos.

 

Dessa forma, o estilo tradicional que hoje chamados de old school ainda faz parte do portfólio de inúmeros tatuadores, tendo retornado a chamar a atenção a partir dos anos 2.000, quando os tatuadores passaram a revisitar o estilo através de novas interpretações gráficas, deixando a tattoo old school inclusive com um jeito novo.

 

Diferentemente, portanto, de épocas anteriores, quando os marinheiros usavam essas tatuagens para contar sua própria vida, as tatuagens feitas no estilo old school oferecem nova forma de comunicação, não oferecendo mais aquelas velhas interpretações ou superstições carregadas pelos marinheiros.

 

Significados da Tattoo Old School

 

Lembrando da superstição e da vontade de contar histórias da própria vida através dos desenhos no corpo, vamos nos reportar aos principais desenhos e seus significados, como eram vistos pelos marinheiros e amantes dessa arte:

 

1.    Andorinhas

 

As tatuagens de andorinhas eram umas das preferidas entre os marinheiros antigamente, tendo sido criada como um emblema de sorte. Além de serem feitas quando o marinheiro completava 5 mil léguas náuticas, também traziam o significado de amor eterno e verdadeiro, fazendo os marinheiros se lembrarem de suas companheiras, segundo a andorinha, que tem um único parceiro por toda a vida. O desenho ainda traz o significado de honra, lealdade, confiança e dignidade.

 

2.    Âncoras

 

As âncoras são um desenho clássico no estilo tattoo old school. O desenho, de acordo com a tradição, era feito por marinheiros que conseguiam cruzar os oceanos e, quando retornavam, faziam a tatuagem para demonstrar segurança e firmeza, tendo obtido a proteção necessária para suas proezas.

 

3.    Mulheres

 

As mulheres, nas tatuagens old school, são as pin-up, aquelas com roupas antigas, vivenciando cenas do cotidiano e sempre usando roupas provocantes, em poses atraentes. Os desenhos, no entanto, não traziam mulheres vulgares, mas sim refletiam a vontade dos marinheiros de reencontrar suas companheiras, representando, dessa forma, saudade e vontade de reencontro. O significado atual desses desenhos é encanto, beleza e fascínio.

 

4.    Dançarinas de Hula

 

Marinheiros que passavam pelas ilhas havaianas sempre mandavam fazer uma tatuagem com dançarinas de hula, que, além de mostrar que tinham chegado ao Havaí, também tiveram uma trégua em suas viagens.

 

5.    Estrelas Náuticas

 

O desenho de estrelas náuticas em tattoo old school simbolizava o desejo de não perder o caminho de volta para casa.

 

6.    Navios

 

Quando o marinheiro ostentava um navio em suas tatuagens, isso queria dizer que ele havia passado próximo ao Cabo Horn, no sul da Terra do Fogo, cruzando do Oceano Atlântico para o Pacífico ou vice-versa.

 

7.    Cascos de Tartaruga

 

Os desenhos de cascos de tartaruga em tattoo old school eram um indicativo de que o marinheiro havia cruzado a linha do Equador.

 

8.    Porcos e Galos

 

Desenhos de porcos e galos eram feitos geralmente nos pés, tendo um símbolo de proteção, já que esses animais eram transportados em caixotes de madeira e, se houvesse um naufrágio, normalmente conseguiam sobreviver.

 

9.    Canhões Cruzados

 

Os canhões cruzados traziam como significado o fato de o marinheiro ter servido no serviço naval dos Estados Unidos.

 

10.  Corações

 

Os corações eram um desenho bastante comum para os marinheiros do estilo tattoo old school. Geralmente traziam o nome da mulher amada, demonstrando a confiança do marinheiro em seu amor.

 

Tatuagem da Velha Escola, o Precursor na Nova Escola

 

VT04 tattoo old school4

 

Quando terminou a Segunda Guerra Mundial, em 1945, as tatuagens ocuparam o espaço urbano nos Estados Unidos, principalmente a região oeste. Mesmo nessa época, no entanto, as tatuagens se relacionavam com marginais, sendo mais usadas pelos gangsters.

 

Na década de 1960, quando ocorreu um surto de hepatite no país, algumas medidas sanitárias foram implementadas, inclusive com uma legislação voltada para as tatuagens. A partir daí, a tatuagem passou a chamar a atenção de novos adeptos, criando novos conceitos e passando da tattoo old school para a new school.

 

Esse novo estilo apresenta conceitos mais urbanos, inclusive com inspiração em arte de rua, como os cartoons, a pop-art e o graffitti. O estilo new school veio reinventar as cores usadas, aplicando, inclusive desenhos tridimensionais.

 

O estilo ainda lembra a tattoo old school, com traços bastante marcados, mas com melhor delineamento, com os desenhos ganhando degradé e sombreamento, uma inovação para a época, permitindo que os tatuadores criassem seus próprios desenhos, embora ainda lembrando o estilo antigo.

 

De forma diferente da old school, o estilo new school vem trazer liberdade para o tatuador, que pode usar sua criatividade e imaginação, oferecendo maior opção de cores e trazendo movimento e maior realidade aos desenhos.

 

O estilo tattoo old school, no entanto, não foi esquecido. Usando a criatividade, os tatuadores começaram a mesclar o estilo anterior com a new school, criando uma nova fase para as tatuagens.

 

Em 2008, na Europa, surgiu o que hoje é chamado de Neo Traditicional ou New Traditicional, um estilo que vem acompanhando a moda das tatuagens, misturando desenhos e cores.

 

O estilo old school, portanto, ainda é uma referência para o mundo das tatuagens, mesclando novas técnicas e apresentando novos estilos, com profundidade, sombreamento e degradé de cores. Hoje, o estilo antigo não apresenta mais desenhos com traços tão espessos, mas sim delineados, com proporções mais agradáveis aos olhos.

 

Para quem gosta de tatuagens, tudo isso é importante, principalmente porque o que se percebe é que as tatuagens não são simplesmente um modismo, mas algo que vai acompanhar as pessoas ainda por muitos e muitos anos, como aconteceu no passado e como vem acontecendo com os piercings, por exemplo, que vêm sendo cada vez mais apreciados, principalmente o piercing de orelha.

 

 

Saiba Mais:

 

 

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Precisa de ajuda?