Por que tatuagem coça? Saiba o que fazer

por que tatuagem coça

Curitiba, 23 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Se você acabou de fazer a sua primeira tatuagem, é normal que ainda esteja aprendendo a lidar com todas as sensações. Mas você sabe por que tatuagem coça?

Essa é uma dúvida muito comum, que grande parte das pessoas passam por isso. E, para quem já tem várias tatuagens, acaba que isso pode até passar despercebido.

Inclusive, muitas pessoas nem sequer sentem a sensação de estar com a tatuagem coçando. Mas, para aqueles que acabaram de fazer a primeira, é comum ficar preocupado com alguns sintomas.

Diante disso, é normal que queiram saber por que tatuagem coça. Mas calma! Antes de qualquer coisa, não há com o que se preocupar, a princípio.

E dizemos isso porque a coceira é um processo normal e natural do corpo após a tatuagem e que quase todas as pessoas passam por isso.

Então, não há com o que se desesperar. Mas, ainda assim, é comum que você queira saber por que tatuagem coça.

Por isso, no artigo de hoje, iremos responder essa pergunta que tantas pessoas se fazem. Mas, além disso, também é vital entender os assuntos que se relacionam com esse tema.

É verdade que a coceira é algo comum de acontecer, bem como já salientamos. No entanto, isso não quer dizer que você deve ficar completamente despreocupado.

Mesmo porque, se os sintomas persistirem por muito tempo, pode ser indício de algum problema, por exemplo. Se esse for o caso, como proceder?

Se você quer entender melhor esse assunto, bem como saber por que tatuagem coça, é só continuar nesse artigo. Então, sem mais delongas, vamos ao que realmente importa!

Coceira na tatuagem

Antes de qualquer coisa, é importante que você tenha em mente que a tatuagem nada mais é do que uma ferida na pele.

Ou seja, como qualquer outra ferida, ele deve passar pelo processo de cicatrização, assim como aconteceria com qualquer outra lesão.

Sendo assim, durante todo esse período, é um tanto normal que haja crostas. Isso nada mais é do que o corpo rejeitando células mortas, e é aí que inicia a coceira.

Pense em alguma situação em que você se machucou. Depois de um certo tempo, assim que começou o processo de cicatrização, você não começou a sentir o local coçando? Com a tatuagem não é nem um pouco diferente.

No entanto, saiba que há alguns problemas que podem provocar essa coceira, como é o caso da falta de hidratação adequada no local.

Por isso que uma das recomendações depois que se faz a tatuagem é justamente beber bastante água e usar o creme cicatrizante por pelo menos 3x ao dia.

Mas, por mais que a vontade de coçar seja grande, nunca se renda a essa vontade. E dizemos isso porque, ao coçar, pode implicar em problemas.

Esse simples ato pode comprometer a cicatrização adequada, por exemplo. E isso pode danificar o desenho da sua tatuagem, exigindo o retoque.

Além do mais, o ato de coçar pode causar irritação na pele e fazer com que a região se torne se eleve um pouco. Então, por mais que seja tentador, não coce!

É normal a tatuagem coçar?

Como você pôde ver, a coceira é um processo natural de qualquer lesão. Então, nos primeiros dias, sim, é normal ter a sensação de coceira irritante.

Mas, um bom tatuador deve lhe dar todas as devidas informações sobre os cuidados, inclusive de não coçar a pele, já que pode desencadear uma alergia.

Fora isso, saiba que apenas a coceira é normal de acontecer, uma vez que faz parte do processo natural de cicatrização.

No entanto, se esse problema vier acompanhado de relevo na pele, como bolhas, saiba que isso não é normal de acontecer.

Nesse caso, redobre a atenção, não coce e não tente estourar as bolhas. Na grande maioria das vezes, quando isso acontece, é provável que você tenha alergia a algum componente do pigmento da tatuagem, ou seja, a alguma cor específica.

Se a situação piorar, o que você deve fazer é procurar por um dermatologista, a fim de que ele possa avaliar o seu caso e recomendar o uso de algum medicamento para aplicação no local, se preciso for.

O que pode ocasionar a coceira na tatuagem?

Um dos fatores que podem contribuir para que haja coceira intensa e relevo no local, nos primeiros dias da tatuagem, é a alimentação.

Assim, como acontece com os piercings, as tatuagens precisam de uma cicatrização saudável. Mas, o grande problema é que há alimentos que possuem um alto teor inflamatório, bem como:

  • Álcool;
  • Frituras;
  • Frutos do mar;
  • Carne vermelha etc.

Então, se nos primeiros dias depois da tatuagem você consumir muito esses alimentos, as chances de coceira e relevo na tatuagem são bem altos.

Isso se torna ainda mais verídico no caso de você não tiver o costume de consumir esse tipo de alimento. Sendo assim, é bem provável que a sua nova tatuagem responda de alguma forma, na grande maioria das vezes piorando a inflamação natural do local.

Agora, se a sua tatuagem já está cicatrizada e já faz anos que você a tem, volta e meia pode acontecer dela coçar e ficar em relevo.

Isso tende a acontecer mais durante o verão e, na grande maioria dos casos, isso acontece devido à reação da tatuagem à exposição solar, calor e suor.

Como aliviar a coceira na tatuagem?

É bem mais simples do que você imagina, na verdade. Você não pode coçar, mas pode dar leves tapas no local, a fim de aliviar a sensação de incômodo.

Se ainda assim isso não resolver, não coce. Procure se ocupar com alguma outra atividade que você gosta. Dessa forma você desvia a atenção e o seu cérebro “esquece” da coceira.

Mas sempre fique atento, pois a coceira, quando acompanhada de outros sinais e sintomas, pode ser sinal de alguma alergia.

Por isso, no caso de haver grande incômodo procure por um médico dermatologista, pois é provável que você esteja com alergia a algum pigmento.

O que não é normal de acontecer com a tatuagem?

Você já sabe por que tatuagem coça e o que fazer. No entanto, todo cuidado é pouco e, portanto, é interessante que você saiba quais são os sinais de alerta.

Saiba que não é normal que a sua tatuagem fique com um aspecto em relevo. Se isso acontece, pode ser um sinal de que você tem maior propensão a quelóides.

No entanto, outro motivo para que isso aconteça é quando o tatuador passa um pouco do ponto correto da profundidade da agulha na pele. Por isso que é importante sempre procurar por um profissional responsável.

Saiba Mais:

Gilson Rodrigues de Siqueira

Formado em enfermagem, pós graduado, diretor e proprietário da Brasil Emergências Médicas, Visão Tattoo e escritor nas horas vagas.