Piercing no Septo: Perfuração, Cicatrização e Cuidados

Os piercings acabaram se tornando uma moda bastante comum. Um piercing no septo, por exemplo, destaca a presença da pessoa e a torna maior centro de atenções.

 

No entanto, mesmo sendo uma moda nos dias atuais, a atitude de colocar joias no corpo não é tão recente. Os piercings são uma herança bastante antiga, usadas há mais de 5 mil anos.

 

Claro que, nessa época, a intenção de furar o próprio corpo e colocar qualquer tipo de adereço não tinha nada a ver com a beleza, estética ou moda, mas sim para definir o status e a posição de um indivíduo em sua sociedade.

 

O piercing no septo começou a ser utilizado há pelo menos 4 mil anos, no Oriente Médio, tendo se tornado ainda mais comum no século XVI, quando era um símbolo de riqueza e poder. Durante a década de 1960, o acessório foi muito utilizado pelos hippies, herança herdada pelos punks nas décadas de 1980 e 1990.

 

Atualmente o piercing no septo é um dos mais comuns no mundo todo, sendo mais popular entre as mulheres e tendo se tornado o segundo tipo de piercing mais aplicado, vindo logo depois do piercing no umbigo.

 

Piercing no Septo, Nostril e Bridge e Suas Diferenças

 

piercing no septo

 

O piercing no septo é apenas uma das formas de colocar um acessório no nariz. Existem outras opções e para cada uma delas é aplicado um procedimento específico, inclusive com o formato de joia que será colocada. Para cada uma das opções há até mesmo um nome específico:

 

  • Nostril é um tipo de piercing colocado na aba do nariz, podendo servir como local para os mais diferentes tipos de joias. É bastante comum, principalmente entre mulheres que gostam de acessórios mais delicados;
  • Bridge é um piercing implantado no alto do osso nasal, entre os olhos. Não se trata de um acessório muito comum, embora veja sendo utilizado por mulheres mais ousadas;
  • O piercing no septo é o mais comum, também conhecido como piercing do touro, uma vez que lembra a argola usada por esse animal. Trata-se de um acessório bastante comum e o mais solicitado.

Piercing no Septo Dói?

 

Para quem inda não colocou qualquer piercing no corpo, a primeira pergunta que vem à mente é se o piercing no septo dói.

 

Vamos lembrar que, antes de tudo, estamos falando de uma perfuração em nosso corpo e, portanto, não existe como não doer. Claro que o nível de dor é variável de uma pessoa para outra, mesmo porque cada pessoa tem um grau de sensibilidade.

 

A dor da implantação de um piercing vai depender da resistência que a pessoa que está sendo perfurada apresenta. Além disso, a dor que você vai sentir depende do local do nariz e, certamente, a cartilagem do septo não possui muitas terminações nervosas, de maneira que é bastante suportável.

 

Vamos ainda lembrar que quanto mais relaxada a pessoa estiver durante a implantação do piercing no septo, mais fácil será a perfuração e menos dor ela vai sentir.

 

Na hora de implantar o piercing é só pensar que é preciso relaxar. A dor, quando surge, não vai durar muito tempo, ou seja, o piercing será colocado em menos de um minuto, não deixando tempo para que a pessoa sinta qualquer sofrimento maior.

 

A área do septo é totalmente cartilaginosa e, para implantar o piercing será necessário pressionar na região. Muitas pessoas apresentam essa cartilagem mais dura, o que pode levar a uma dor mais elevada. No entanto, se sua cartilagem for mais macia, a perfuração será muito mais rápida e praticamente sem dor.

 

De uma forma geral, vale dizer que, entre as pessoas que já colocaram o piercing no septo, a dor é um pouco mais forte do que na aba do nariz, o nostril, mas se você deseja ter o acessório esse é um momento que precisa ser enfrentado.

 

Depois, quando já estiver implantado, você nem vai se lembrar que houve qualquer tipo de reação.

 

Cuidados ao Colocar o Piercing no Septo

 

piercing no septo

 

Quando você tomar a decisão de implantar um piercing no septo, é evidente que precisa tomar alguns cuidados específicos, e esses cuidados não estão ligados à intensidade da dor que vai sentir.

 

É preciso analisar alguns quesitos para garantir que você tenha total segurança e, para isso, antes de qualquer coisa, é preciso buscar referências sobre o estúdio e sobre o profissional que vai fazer o procedimento.

 

Tendo os cuidados de um body piercer experiente, o processo de perfuração será bem mais rápido e tranquilo, inclusive com menos dor. Portanto, procure por referências sobre o estúdio e o profissional que vai fazer a perfuração, converse com pessoas que já implantaram um piercing, fale com o próprio profissional e, se tiver confiança, vá em frente.

 

Quando for conversar com o profissional, aproveite e conheça as instalações do estúdio, não tenha receio de ser mais exigente, já que esse é um direito seu. Verifique as instalações, veja como o profissional cuida de seus materiais e como eles são higienizados e, além de tudo, analise as condições do local.

 

Um estúdio de tatuagens e piercings precisa ter autorização da Anvisa para seu funcionamento e isso não pode ser ignorado. Pergunte ao profissional sobre essa documentação para ter certeza de que o local está autorizado para esse tipo de procedimento.

 

Conheça Mais o Nosso Trabalho –> Aqui no Visão Tattoo

Cuidados Com a Joia do Piercing no Septo

 

Um dos cuidados que merece especial atenção é a joia que você vai implantar. Já que você tomou a decisão, não economize nesse item. Existem pessoas que procuram economizar, comprando uma peça de qualidade inferior, esquecendo-se que, durante o processo de cicatrização, um material de má qualidade pode causar infecções.

 

A primeira perfuração deve ser feita com um material padrão, que é o aço cirúrgico. Esse material evita que seu organismo possa rejeitar a peça. Converse com o body piercer sobre o material e siga suas orientações. Afinal, ele é a pessoa mais preparada para isso.

 

Depois da perfuração e depois que você se esquecer da dor que sentiu, é preciso tomar os cuidados certos com o processo de cicatrização. A área perfurada certamente vai ficar um pouco mais inchada por um período máximo de uma semana e, durante esse tempo, devemos alertar que você vai sentir o septo um pouco dolorido.

 

A cicatrização do piercing no septo normalmente leva entre dois a três meses e, durante esse tempo, você deve seguir as orientações do body piercer para que não tenha qualquer tipo de problema.

 

Durante esse tempo é bom lembrar que a peça não pode ser trocada. O processo de cicatrização deve ser respeitado.

 

Como Você Deve Cuidar do Piercing no Septo

 

piercing no septo

 

Além de tomar o cuidado de não trocar a peça antes da cicatrização total, é preciso ter atenção com alguns detalhes importantes:

 

  • No caso de você ter menos de 18 anos, vai precisar de uma autorização de seus pais ou responsáveis, que devem preencher um formulário no estúdio;
  • A peça colocada no piercing no septo não deve ser removida até terminar o processo de cicatrização. Só faça a troca depois de não sentir qualquer dor no local;
  • O local da perfuração deve ser limpado com algodão ou com cotonete, usando uma solução salina com água e fazendo movimentos leves. Antes de fazer a higienização, lave bem suas mãos e faça a limpeza do local pelo menos duas vezes ao dia;
  • Durante o processo de cicatrização, evite consumir bebidas alcoólicas e procure não fumar. Também não é recomendado usar maquiagem próxima ao local do piercing no septo, bem como produtos contendo álcool no rosto.

 

A higienização é um cuidado básico, principalmente porque o nariz é um dos locais que mais tem contato com bactérias e, por isso, corre maior risco de infecções. Se o processo de cicatrização demorar mais tempo e se houver qualquer tipo de infecção, consulte primeiro o body piercer e, se necessário, procure assistência médica.

 

Lembramos que qualquer secreção que venha a ocorrer no local é bastante normal, desde que em pouca quantidade e com cor branca. Nosso organismo sempre reage à presença de corpos estranhos.

 

Você deve tomar mais cuidado se a secreção apresentar uma cor amarelada ou esverdeada, já que aí será decorrente de infecção.

 

Detalhes Que Não Podem Ser Esquecidos Sobre o Piercing no Septo

 

Falamos de higienização, só que esse processo não é exigido apenas durante a cicatrização do piercing no septo. Durante a vida toda você vai ter que limpar o local com cotonete e com soro fisiológico entre duas a três vezes por dia, evitando também tocar no local com as mãos sujas.

 

Outro cuidado que é preciso ter é com movimento mais vigorosos no rosto, principalmente ao usar protetor solar ou base. Evite movimentos mais fortes na região, já que isso pode causar dor, além de poder gerar uma infecção.

 

Na hora de dormir, tenha alguns cuidados: muito embora seja impossível controlar seus movimentos durante o sono, evite posições que possam prejudicar o piercing no septo. Tenha atenção também com as cobertas, evitando deixá-las sobre o local.

 

Um detalhe que é normalmente esquecido é o costume de esfregar a toalha no rosto para secar. Depois de colocado o piercing, enxugue seu rosto com mais cuidado, evitando que fiapos da tolha fiquem grudados na joia. Além dos possíveis fiapos, você vai sentir dor, principalmente durante o processo de cicatrização.

 

Tenha também bastante atenção durante o tempo que durar esse processo de cicatrização. Enquanto um piercing na orelha pode levar apenas um ou dois meses para cicatrizar, o tempo na cartilagem é maior. Se você não tomar todos os cuidados, poderá desenvolver algum queloide, que vai precisar ser tratado.

 

Nunca se esqueça de lavar bem as mãos antes de tocar no local da perfuração. As mãos devem ser lavadas com sabonete antibacteriano, preferencialmente, e o local deve ser higienizado com o máximo de cuidado, com muita delicadeza para não gerar dor ou infecções.

 

No processo de cicatrização é normal que surjam pequenas crostas na perfuração e, para retirá-las é preciso movimentar o piercing, fazendo com que a solução usada na limpeza possa penetrar no local. Sempre enxague o local com soro fisiológico depois de limpar com solução específica informada pelo seu body piercer.

 

Se Houver Queloides, Como Tratar?

 

piercing no septo

 

Os queloides não surgem naturalmente e poucas pessoas passam por esse problema. Se você tomar todos os cuidados com a higienização do local, irá passar pela cicatrização sem qualquer diferença no local do piercing no septo.

 

Um queloide, normalmente, é resultado de irritação no local. Caso você não possa eliminar a irritação, o tratamento do queloide vai exigir ainda cuidados. Evite causar qualquer irritação na região perfurada não dormindo de bruços ou mesmo usando joias maiores ou mais pesadas, deixando o local sempre mais livre, usando apenas a peça que foi colocada durante o procedimento de perfuração.

 

A peça usada na perfuração deve ser higienizada todos os dias, pelo menos duas vezes ao dia. Havendo qualquer tipo de irritação, pode ser necessário usar uma pomada antibiótica. Ela vai evitar, inclusive, que você possa desenvolver algum queloide.

 

Mesmo depois da cicatrização é essencial continuar lavando o local pelo menos uma vez ao dia, evitando acumular qualquer tipo de sujeira, que é normal no nariz, além de células mortas.

 

Quando for trocar a peça implantada durante o procedimento de perfuração, não faça isso sozinha: procure novamente seu body piercer e fale com ele. Mesmo cicatrizada, a região ainda vai ficar sensível por algum tempo.

 

Finalmente, é preciso que você tenha em mente que nossa pele é um órgão de defesa. Se você coloca um piercing no septo ou um piercing no umbigo, por exemplo, vai expor o interior do seu organismo a microrganismos que podem causar doenças. Mantendo os cuidados, ficará livre de qualquer ameaça.

 

Saiba Mais

 

 

 

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Precisa de ajuda?