Mulher Tatuada: O Que Ela Desperta Em Você?

Nos últimos anos o mundo e a sociedade vêm passando por intensas transformações, inclusive com comportamentos que, há alguns anos atrás, eram considerados condenados, passando a serem bastante comuns. É o caso de uma mulher tatuada, que está cada vez mais presente no mundo atual.

 

É extremamente raro encontrar um grupo de jovens em que não haja pelo menos uma mulher tatuada. No entanto, para muitas pessoas, as tatuagens femininas ainda são um grande tabu.

 

A revista Archives of Sexual Behavior publicou recentemente um estudo, que foi conduzido por Swami e Furnham, mostrando que os homens apresentam a tendência de considerar uma mulher tatuada menos atrativa fisicamente, considerando que seja mais promíscua e, portanto, podendo estar mais sujeita ao assédio masculino do que uma mulher sem tatuagens.

 

Para buscar comprovação sobre os resultados do estudo, algumas mulheres voluntárias começaram a usar tatuagens de hena na região lombar, tendo sido instruídas a ficar lendo, deitadas de bruços, numa praia, procurando atrair a atenção dos homens.

 

O estudo levou em conta dois experimentos.
No primeiro deles, ficou constatado que os homens se aproximavam de uma mulher tatuada com uma abordagem mais voltada para o lado sexual e, no segundo, constatou-se que os homens consideravam que poderiam ter maiores chances em conquistar uma mulher tatuada para um encontro casual.

 

Contudo, também se observou que o nível de atração física de um homem por uma mulher tatuada foi menor do que aquele atribuído a uma mulher sem qualquer tatuagem.

 

O Que Demonstra o Estudo Sobre Mulher Tatuada?

 

É interessante observar, nesse estudo, que o machismo ainda é um imperativo entre os homens, havendo uma redução de raciocínio quando se trata de o homem pensar na maior possibilidade de conquistar uma mulher apenas pela sua aparência ou pelo que ela está apresentando através das tatuagens.

 

O que pode podemos entender é que, naturalmente, as tatuagens ainda geram muita polêmica. Existe o fato histórico de que as tatuagens já foram usadas para identificar criminosos, para enfeitar criminosos, para ritos de iniciação, afugentar inimigos e até mesmo para esconder imperfeições da pele.

 

Vale lembrar que uma única coisa não mudou durante todo o tempo de aplicação das tatuagens: a técnica de pintar o corpo. Mesmo depois de mais de quatro mil anos, a tatuagem ainda é aplicada por agulhas que perfuram a pele.

 

Mas a história também mostra que a tatuagem chegou a ser banida por um decreto papal, no século 8 e, ainda no século 20, em plena cidade de Nova York. No entanto, mesmo assim, é bastante raro encontrar uma pessoa que nunca tenha pensado em fazer tatuagens.

 

Mulher Tatuada Pode, Mas Com Outro Homem

 

mulher tatuada

 

Encontramos comumente homens que se opõem à vontade de suas mulheres ou namoradas fazerem tatuagem, acreditando, em primeiro lugar, que a intenção dela seja se exibir e se expor de forma desnecessária.

 

Por outro lado, existe um público masculino que chega a se sentir atraído por uma mulher tatuada, desde que não seja sua companheira e, ao mesmo tempo, aqueles que não possuem qualquer opinião sobre o assunto.

 

Contudo, mesmo com toda a controvérsia, é bastante comum encontrarmos nas ruas, praias, parques ou em qualquer outro local, mulheres que ostentam tatuagens, tanto de forma discreta quanto mais escandalosas, para alguns.

 

Para os psicólogos, não há nenhum segredo no fato de que o jogo de sedução contempla diversos fatores entre homens e mulheres. Os homens costumam colocar maior valor na beleza do que as mulheres, sendo mais sensíveis a detalhes físicos, como seios, bumbum, uso de maquiagem, roupas sensuais e outros, que chamam a atenção e despertam a libido.

 

Contudo, existe um detalhe muito importante, segundo o psicólogo Nicolas Guéguen (Universidade de Bretagne, na França): o homem apresenta uma tendência de superestimar a intenção sexual de uma mulher, interpretando suas reações de forma errada, como se houve mais interesse sexual do que ela realmente apresenta.

 

Existem também as diferenças culturais. Enquanto na França é mais difícil encontrar uma mulher tatuada (apenas 12% delas), nos Estados Unidos a tatuagem é muito mais vista (23%). No Brasil, ainda não há uma estatística sobre o percentual de mulheres tatuadas, mas percebe-se que já superou os Estados Unidos.

 

Os psicólogos, no entanto, continuam com seus estudos sobre a mulher tatuada e a descoberta comum é que o homem vê a tatuagem feminina sob uma perspectiva geralmente negativa.

 

Um dos estudos mostrou a foto de uma mulher tatuada com um dragão no braço esquerdo, ao mesmo tempo que outra foto de mulher sem tatuagem estava ao lado. Os homens que participaram da pesquisa consideraram que a mulher com tatuagem era menos motivada, menos honesta e generosa, menos religiosa e inteligente e, finalmente menos artística do que a mulher sem tatuagem.

 

Diante da busca de igualdade de gêneros, é interessante notar o fato de que o homem ainda vê a mulher tatuada como mais promíscua. Mas, será que realmente é assim?

 

A Mulher Tatuada e o Que Ela Pensa

 

mulher tatuada

 

Ao contrário do que podem pensar os homens, o mesmo psicólogo Guéguen realizou uma pesquisa com mulheres tatuadas na França, e o que ele descobriu é que a maior parte delas não costuma ter qualquer relação sexual em idades relativamente mais baixas do que o comum de qualquer mulher, com ou sem tatuagem.

 

O que se percebe é que a associação entre tatuagens e promiscuidade está apenas baseada nos estereótipos masculinos, e não na experiência reais tidas com os homens e mulheres.

 

Para alguns homens e mulheres, existem razões para fazer tatuagens, e cada mulher tatuada pode apresentar uma diferente, ou seja, não adianta pensar que uma mulher com tatuagens seja menos digna do que uma mulher sem tatuagens.

 

Existe o fato de que as mulheres com tatuagens não passam despercebidas em público, já que a pintura sobre a pele chama a atenção, além do que, também revela muito sobre a personalidade em questão.

 

Podemos também considerar o fato de que ninguém passa por uma mulher tatuada sem apresentar qualquer reação. A mulher com tatuagens, em princípio, provoca mistério, principalmente com relação a possíveis tatuagens que não estejam sendo visualizadas. Assim, o homem logo pensa: em que parte dessa escultura existem outros desenhos?

 

Quando nos referimos a tatuagens femininas, não estamos apenas falando sobre uma pequena flor desenhada no pulso, ou o símbolo do infinito no antebraço, mas sim de desenhos maiores, que tomam as curvas da mulher.

 

O que podemos inferir é que uma mulher tatuada está manifestando forte personalidade, é mais dona de si mesma do que qualquer outra, ou seja, não está se importando com o que as outras pessoas pensam, mas sim com sua capacidade de decidir pela própria vida.
 

Pesquisa Sobre Mulher Tatuada: O Que os Homens Pensam

 

Com essas considerações, coletamos algumas informações sobre uma pesquisa feita sobre mulher tatuada e o que os homens pensam sobre isso:

  • Obra de arte ambulante: para alguns, a mulher tatuada é uma obra de arte ambulante, como se fosse uma tela colorida desfilando pelas ruas, fazendo inveja a pintores como Portinari ou Monet. Muitos homens dirigem o olhar para mulheres tatuadas por elas chamarem mais a atenção do que as que não possuem qualquer tatuagem.
  • Sexy e atraente: a pesquisa mostrou que os homens consideram a mulher tatuada mais sexy e atraente, a menos que ela não tenha os cuidados necessários com o vestiário e com a aparência.
  • Elas não se negam a uma cerveja: o brasileiro, com seu inevitável senso de humor, considera que a mulher tatuada dificilmente vai negar o convite para tomar uma cerveja num local onde possa ostentar sua tatuagem.
  • Geralmente têm corpos lindos, adorando exibir os desenhos: essa é uma verdade parcial. Normalmente a mulher tatuada tem o corpo mais bonito e procura sempre usar roupas que possam valorizar suas tatuagens, demonstrando ainda mais sua beleza.
  • Não são tão melindrosas com relação à dor: agora estamos falando de uma verdade plena. A mulher tatuada passa horas num ritual onde deve suportar a dor e isso não é coisa para qualquer uma aguentar voluntariamente.
  • A mulher tatuada estimula a imaginação: além do mistério despertado pela tatuagem, quando um homem vê uma mulher com uma tatuagem que é, em parte, escondida pelas roupas, logo fica imaginando até onde vai o desenho, deixando algo de fascínio e mágico no ar.
  • As mulheres tatuadas são “rock n’roll”: essa questão é divertida. Podemos dizer que uma mulher com tatuagens tem mais personalidade e mais atitude. Se isso é rock n’roll, é uma questão de ponto de vista.
  • Mulheres com tatuagem fogem do padrão e são mais estilosas: outra grande verdade. Uma mulher tatuada tem muito mais estilo. É muito raro encontrar mulheres tatuadas que não sabem valorizar o que possuem de melhor.

 

Mulher Tatuada Não é Marginal: Ela Tem Personalidade

 

mulher tatuada

 

Mesmo que ainda haja muita gente que considera a tatuagem como algo marginal, precisamos dar atenção ao fato que é uma forma de expressão e que deve ser considerada como fator positivo para a busca de igualdade entre os gêneros.

 

Da mesma forma que um homem pode ter uma série de tatuagens, muitos deles com o corpo todo coberto por desenhos, a mulher tatuada tem aí a oportunidade de demonstrar sua personalidade e sua forma de agir, principalmente através da coragem de exigir o próprio corpo com um desenho escolhido a dedo para ficar em sua pele a vida toda e exibi-lo com o mesmo desvelo como exibe suas roupas ou sua maquiagem.

 

A tatuagem, no mundo ocidental, foi relegada à marginalidade, foi estigmatizada por presidiários, por motoqueiros e marinheiros sem nenhuma patente, que, muitas vezes, desenhavam seus corpos de forma ofensiva, com imagens, frases e palavras que chegavam a atentar contra os bons costumes.

 

Com o tempo, a tatuagem perdeu a conotação negativa, principalmente após a metade do século 20, acompanhando a revolução que atingiu o mundo todo, desde a autonomia do próprio corpo até o avanço da tecnologia que temos à disposição atualmente.

 

Percebemos que, naturalmente, quanto maior é o conhecimento, menos são os preconceitos. Esta é uma lógica que acompanha a humanidade desde o início da civilização.

 

Mesmo havendo atualmente muito preconceito com relação à mulher tatuada, essa tendência é apenas temporária, podendo haver a constatação de que os desenhos sobre a pele estão passando por uma fase de desmanche e reconstrução, ou seja, o que antes era visto como marginal, hoje é considerado como obra de arte.

 

A mulher, principalmente, teve seus direitos negados ao longo da história da humanidade, tendo conseguido maior liberdade apenas depois da década de 1960, época da revolução sexual.

 

Entende-se perfeitamente porque o homem, ainda hoje, considera uma mulher tatuada mais promíscua: o preconceito sobre a liberdade feminina vem de milênios e não é apenas em pouco mais de 50 anos que ele será erradicado do pensamento masculino.

 

Podemos, portanto, entender perfeitamente o predomínio da discriminação contra uma mulher tatuada, já que ela conseguiu quebrar inúmeros tabus nas últimas décadas. Como não existem mais meios para o controle machista sobre o feminismo, restou a tatuagem como forma de marginalização da mulher.

 

mulher tatuada

 

Sobre o preconceito contra a mulher tatuada, vale a pena analisar uma postagem publicada na internet:

 

“A sociedade ainda julga a mulher como uma pessoa do sexo frágil, que precisa ser delicada, porém ainda tenho fé que a sociedade mude esse comportamento primitivo, principalmente com o crescimento de uma geração tatuada, sejam elas tatuagens grandes ou pequenas. Por mais que ainda tenha pessoas preconceituosas por aí, acredito que as coisas estão mudando, as tatuagens se popularizaram, não sendo mais incomum ver mulheres tatuadas pela rua”.

 

Sejam tatuagens escritas, desenhos realistas, tatuagens orientais ou qualquer outro tipo, a mulher tatuada mostra-se muito mais livre de preconceitos, ficando cada vez mais longe dos ditames machistas, conseguindo, através de sua vontade, manter seu lugar na sociedade.

 

Saiba Mais

 

 

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Precisa de ajuda?